Operação da Polícia Civil mira organização suspeita de adulterar veículos no Sertão de Pernambuco

Operação Carga Muito Pesada emprega 130 (cento e trinta) Policiais Civis, entre delegados, agentes e escrivães

A Polícia Civil de Pernambuco desencadeou na manhã desta terça-feira (27) a operação 'Carga Muito Pesada', que tem como foco identificar e desarticular integrantes de organização criminosa suspeita da prática dos crimes de receptação de veículos, adulteração de sinais identificadores veiculares, falsificação de documento de veículos e lavagem de dinheiro. A ação aconteceu nos municípios de Tuparetama, Afogados da Ingazeira, Carnaíba, no Sertão de Pernambuco, em Picos, no Piauí, e em Monteiro, na Paraíba.


Nesta manhã, foram cumpridos 15 mandados de busca e apreensão domiciliar expedidos pela Vara Única da Comarca de Tuparetama, no Sertão de Pernambuco, entre veículos. São investigados os crimes de organização Criminosa, lavagem de dinheiro, adulteração de sinais identificadores veicular e falsificação de documentos de veículos.

"Foram cumpridas as buscas, na ocasião houve flagrante por porte de arma, inclusive veículos foram apreendidos e alguns deles já foram identificados com sinais identificadores modificados. A investigação continua, inclusive, estão sendo realizadas outras buscas, mais objetos podem ser apreendidos", disse o delegado Derivaldo Falcão.

Durante a ação, participaram 130 policiais civis, entre delegados, agentes e escrivães, além do apoio da Polícia Civil do Estado do Piauí, Secretaria da Fazenda do Piauí (SEFAZ/PI) e Polícia Rodoviária Federal (PRF).


Investigações


A investigação começou em 2018 e está vinculada à Diretoria Integrada Especializada - DIRESP, sob a presidência do Delegado Derivaldo Lira Falcão, Titular da Delegacia de Polícia de Roubos e Furtos de Veículos – DPRFV, integrante do Departamento de Repressão aos Crimes Patrimoniais - DEPATRI. As investigações foram assessoradas pela Diretoria de Inteligência da Polícia Civil de Pernambuco – DINTEL. 

Segundo a Polícia, o procedimento foi iniciado quando um dos investigados foi preso e autuado em flagrante delito pela autoridade policial local, em posse de dois veículos clonados, produtos de ações criminosas, além de uma espingarda calibre 12 com dois canos e seis cartuchos do mesmo calibre. Após realização de perícias e em continuidade às investigações, foram identificados outros alvos que tinham vínculo com o investigado, bem como, indícios da prática de outros ilícitos.

"Houve, nessa época, um flagrante que tinha muitas coisas a serem esclarecidas. Foi objeto de solicitação do Judiciário que nós fizéssemos um trabalho para tentar identificar pessoas envolvidas no crime identificado nesse inquérito. Começamos as investigações, a partir daí foram identificados diversos indivíduos, tanto no nosso Estado, quanto no Piauí e na Paraíba. A partir desses indícios, foi apresentado ao Judiciário [a necessidade] por buscas, o que foi concedido no dia de hoje", afirmou o delegado.


Link: https://jc.ne10.uol.com.br/pernambuco/2020/10/amp/11990343-operacao-da-policia-civil-mira-organizacao-suspeita-de-adulterar-veiculos-no-sertao-de-pernambuco.html



Featured Posts